Redesign de marca: Quando preciso mudar ou atualizar a marca da minha empresa?

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Se a sua empresa tem mais de 5 anos com certeza você tem muita história pra contar, afinal as organizações evoluem: trocam equipes, implantam novos processos, conquistam novos clientes e lançam novos produtos. Nessa dinâmica, sua marca precisa comunicar essa evolução em andar em sintonia com o atual momento da empresa e com as exigências do mercado.

 

Um dos problemas mais comuns que verificamos nos clientes que chegam até a Agência ML é ver marcas que não condizem com o atual cenário e capacidade dos negócios que representam. Na maior parte das vezes, as empresas tem grande potencial, já atendem até o mercado internacional, mas não demonstram este potencial em sua comunicação.

 

Um outro problema é quando a empresa decide investir mais em marketing e precisa rodar novas peças como catálogos, folders e até outdoors, e então percebem que o logotipo não está a altura desses formatos e não se aplica às novas tecnologias e acabamentos, desvalorizando todo o investimento e puxando o design para baixo.

Por exemplo: uma fábrica decide lançar um produto inovador e quando vai desenvolver a campanha desse produto, constata que o logotipo da empresa não combina porque as cores ou tipografia estão muito ultrapassadas e diferem da solução que o produto oferece.

Então o que fazer? Criar um logotipo novo e desprezar toda a história construída com aquela marca e cores tão enraizadas na cultura organizacional? Isso costuma ser muito doloroso para os empresários, mas para sarar essa dor, daremos algumas dicas:

FAÇA VOCÊ MESMO UMA AVALIAÇÃO DO SEU NEGÓCIO

Não há como definir regras para atualização de marcas. Cada caso precisa ser analisado de forma personalizada, pois cada negócio está em um momento e tem aspirações diferentes. Tendo claro no planejamento estratégico da sua empresa onde seu negócio está e pra onde pretende ir é fácil analisar se esses objetivos e valores estão sendo comunicados pela marca. Por exemplo: Se uma empresa X pretende ingressar no mercado de exportação, precisa se perguntar: minha marca está globalizada? O símbolo pode ser entendido por todos os idiomas mesmo sem a leitura do nome da empresa? O que este símbolo comunica por si só? Ele pode ter alguma má interpretação se divulgado para outros povos? É possível ir bem afundo nessa reflexão, então caso você precise de uma ajuda nessa avaliação entre em contato conosco e solicite aqui essa avaliação gratuita.

ATUALIZE DE TEMPOS EM TEMPOS

Também não há um limite de tempo para dar aquele “tapa no visual” da marca. Nós recomendamos que não passe de 5 anos, pois se você parar pra pensar há 5 anos não haviam os smartphones, e quanta mudança de design e comportamento eles trouxeram? Sua marca está pronta pra encarar essa mudança e ser legível também nesses equipamentos? Deixar a marca paralisada é se deixar atropelar pela inovação. Um exemplo conhecido de atualização de marca é o logotipo da globo que vem acompanhando a evolução dos televisores e da comunicação.

 

 

Perceba que desde 2005 a mudança da marca foi a cada 3 anos e depois no máximo 5 anos. O quadrado interno agora é widescreen, como os televisores atuais e o símbolo aplicado em cor branca segue a tendência clean motivada pela Apple e pelo minimalismo (menos é mais).

MELHORE, MAS SEM PERDER A ESSÊNCIA

A história, valores e cultura organizacional precisam ser preservadas. Ao mudar sua marca, verifique quais valores valem a pena manter. Existem empresas que já estão tão fortalecidas com uma cor por exemplo, que não vale a pena mudar totalmente, mas sim atualizar corrigindo os erros e modernizando. Assim não será uma marca completamente nova, mas que o público olhe pra ela e perceba que é a mesma empresa, porém com uma roupagem diferente. Um bom exemplo recente de atualização de marca é o case da operadora Tim:

Observe que o logotipo da tim veio com um desenho mais moderno e atual para o público. Usando uma estética minimalista, o logo manteve as cores originais das duas empresas que se fundiram, sendo mudado apenas o símbolo e a tipografia. No símbolo, vemos três traços na horizontal, onde dois são cortados no meio, formando o “T” maiúsculo da marca, ou seja a lei de Gestalt aplicada no design.

ALINHE A COMUNICAÇÃO COM PRODUTOS E SERVIÇOS

Se você tem um portfólio de produtos e serviços já bem estabelecidos em seu mercado, verifique quais características podem ser mantidas para que a marca os represente. Todos os produtos devem parecer da mesma família, para que um fortaleça o outro e apontem para a mesma marca. Vale a pena se questionar: “Que mensagem meus produtos estão passando?” “Qual o estilo deles?” Isso evita de fazer uma marca totalmente diferente da realidade da empresa.

ESTENDA A MESMA LINGUAGEM PARA TODAS AS PEÇAS

Mudar o logotipo é o primeiro passo para atualizar a cara do seu negócio. Porém é preciso manter uma identidade, ou seja, um padrão visual que se repete nas peças e fortalece a percepção da marca. Após definir um novo logotipo, ficará fácil definir o padrão visual e aplicações desse logotipo em qualquer material e formato.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *